Contexto

A Organização Mundial da Saúde considera infértil um casal que mantém relações sexuais sem métodos contraceptivos durante 12 meses sem engravidar. De acordo com a entidade, a infertilidade afeta de 50 a 80 milhões de pessoas em todo o mundo e, no Brasil, cerca de 8 milhões de pessoas podem ser inférteis. A idade é um fator determinante porque, ao longo da vida, os óvulos envelhecem, no caso da mulher, e a produção de espermatozoides perde qualidade, no caso dos homens, especialmente devido ao estilo de vida adotado.

Neste contexto, a Sociedade Brasileira de Reprodução Assistida (SBRA) precisava mobilizar a sociedade e envolver os profissionais a ela filiados para discutir, informar e estimular a população, especialmente as pessoas entre 20 e 35 anos, a cuidar de sua saúde e preservar sua fertilidade.

O que fizemos

A partir desta necessidade, a SBRA, o Coletivo Conversa e a Equipe X formataram conjuntamente um projeto integrado de ações cujo objetivos centrais eram dialogar com a população em idade fértil sobre os cuidados com a saúde reprodutiva e a preservação da fertilidade. Nasceu, então, o Movimento da Fertilidade.

Pautado no incentivo à adoção de hábitos saudáveis de vida como a prática regular de atividades físicas, a adoção de uma dieta equilibrada e na consulta regular e em tempo hábil (até os 35 anos no caso das mulheres) ao médico, o Movimento tomou forma e ocupou 10 capitais brasileiras durante os meses de junho e agosto de 2018, atingindo mais de 2 mil pessoas.

ASSISTA AO VÍDEO-RESUMO CLICANDO AQUI.

Durante cada evento – realizado em Salvador, Recife, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Goiânia e Brasília -, além das atividades físicas e recreativas, o Movimento da Fertilidade aproximou os profissionais da reprodução assistida da sociedade, promovendo a troca de ideias entre a população e médicos, biólogos e outros profissionais titulados pela SBRA.

Além de participar da concepção da iniciativa e da criação do projeto de captação de recursos, o Coletivo Conversa foi responsável por toda a comunicação do Movimento da Fertilidade:

Gestão de marca: criamos a logomarca do Movimento da Fertilidade e toda a sua programação visual.

Assessoria de Imprensa: desenvolvemos uma estratégia completa de assessoria de imprensa com mailing estratégico em todo o país e foco concentrado nas cidades escolhidas para sediar os eventos presenciais que incluiu: produção de conteúdo, envio de press kits, mapeamento de veículos e profissionais estratégicos, follow-up e monitoramento de clipagem.

Redes Sociais: criamos campanhas orgânicas e impulsionadas com objetivos definidos e monitorados, desenvolvemos o plano de mídia e investimentos para Facebook e Instagram e fizemos a cobertura ao vivo de todos os eventos.

Produção de Conteúdo Multimídia: produzimos 4 vídeos-documentário de 1 minuto e um vídeo-resumo de toda a atividade, fizemos o registro fotográfico profissional das atividades, publicamos as principais informações no site da SBRA e enviamos newsletters periódicas aos associados sobre o Movimento.

Resultados

Apoio da cantora Ivete Sangalo (com mais de 100 mil pessoas alcançadas no Facebook)

Mais de 2 mil pessoas nos eventos presenciais em 10 capitais

Mais de 100 inserções nos principais veículos de comunicação do país, como G1, O Globo, Bom dia Brasil, O Dia, Extra, Jovem Pan e Folha de S.Paulo

Mais de R$ 4 milhões em espaços ocupados na imprensa

45 posts no Facebook e no Instagram

15% de crescimento na base de fãs do Facebook e 134% no Instagram em 2 meses

Mais de 200 mil pessoas atingidas pelas campanhas digitais

4 coberturas fotográficas

5 vídeos institucionais com a cobertura das atividades